OUÇA... BELO

♪ Músicas online grátis! Acesse: www.powermusics.com

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

..."Gentileza... Gera Gentileza... Sempre...

"A gente se acostuma com tão pouco.

Pouco sorriso, pouco afeto, pouca educação, pouca gentileza,

pouca gente querendo ser grande, grande aliado, grande amigo,

grande coração, grande vontade de que a gente dê certo.

Tem também muita gente pequena se engrandecendo atoa.

E quando alguém vem trazendo um pouco do seu melhor,

um tanto do seu tudo, a gente se assusta por nada."

By: Renata Faggundes

Se for para sumir... que seja de vez... ou então fique definitivamente.

 "O que está acontecendo?
Eu estava em paz quando você chegou..."

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Mudaram as estações...

 Nada mudou...

 "Mas nada vai conseguir mudar o que ficou... quando penso em alguém, só penso em você... e aí então estamos bem"...

Descoberta do século...Kkkkkk!

Aguardando... te econtrar, outra vez.. e outra vez.. e outra vez..

Ritchie - Outra vez
Eu não sei o que é o amor... Fico quieto esperando o que for
Eu não sei o que é ter um bem... Fico só esperando alguém
Eu não sei o que é amar... Fico só respirando o ar
Eu não sei se eu sei beijar... Mas eu acho que vou gostar..
De você.. Dessa vez... Se acaso te encontrar, outra vez.
Eu não sei o que é sofrer... Se esse é o preço do prazer
Eu não sei se eu sei me dar... Mas eu acho que vou tentar..
Com você.. Dessa vez... Se acaso te encontrar, outra vez.
Até hoje eu vivi em paz, sempre tive mais juizo.. que ninguém.
Mas agora não quero mais, porque esse paraiso.. já me enfernizou. "Meu Bem"
Eu não sei se eu perdi o chão...Ou se o chão é que se perdeu
Pode até ser uma ilusão.... Acontece que aconteceu..
Por você.. Dessa vez... E quero te econtrar, outra vez.. e outra vez.. e outra vez..

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

[E que minha loucura seja perdoada...]


A paixão não me segura
Não tem freio não tem cura
To sentindo tá na hora de agir
Cada dia sem você
É um dia pra esquecer
Te quero tanto
E quando mais eu me vejo
Aumenta mais o desejo
Vou te levar as estrelas
Vou fazer parar o mundo
É desse jeito que eu quero
E quanto mais que espero
O corpo fica tremendo
De vontade de você
Hoje eu vou me declarar
Vou pedir a tua a mão
Sentir o gosto do seu beijo
Sem vergonha e sem juízo
Hoje eu vou me declarar
Dizer adeus a solidão
Pegar você de jeito
Pra ganhar seu coração...
...

[Por que metade mim é canção... e a outra também...]

By: Clarice...



'Escrever é procurar entender, é procurar reproduzir o irreproduzível, é sentir até o último fim o sentimento que permaneceria apenas vago e sufocador.  Escrever é também abençoar uma vida que não foi abençoada.'

[Clarice Lispector]

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Por você...


Por você eu bebo o mar de canudinho
Atravesso o pólo norte de shortinho
Entro descalço num vulcão em erupção
Faço um assalto e roubo o seu coração
...


terça-feira, 6 de setembro de 2011

A última da romanticas...? Simmmmm... e daí?


"Sou Sua"


Sou sua luz

Sou sua cruz

Sou sua flor

Sou sua jura

Sou sua cura

Pro mal do amor



Sou sua foz

Sou sua fonte

Sou sua ponte

pro além de nós



...Plenamente
 
Simplesmente...

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Batidas na porta da frente... é o tempo...


[O Tempo]

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando se vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado...
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas...
Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo...
E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.

[Mario Quintana]

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

By: Adriana Calcanhoto... Procede em gênero, número e grau.

Cariocas são bonitos...
Cariocas são bacanas!!!
Cariocas são sacanas;
Cariocas são dourados;
Cariocas são modernos
Cariocas são espertos;
Cariocas são diretos;
Cariocas não gostam de dias nublados...
Cariocas nascem bambas;
Cariocas nascem craques;
Cariocas tem sotaque;
Cariocas são alegres;
Cariocas são atentos;
Cariocas são tão sexys!!!
Cariocas são tão claros;
Cariocas não gostam de sinal fechado...
[ASAS]
Meu compromisso de lua dilui-se em me ser
poeta desobedecendo a medida.
 (Meu compromisso de vida quer a fruta proibida.)
 Meu compromissode estrela:
dá-me asas borboleta, assimeu serei mais bela.
(Pérolas falsas esbanjo, vidrilhos,
águas marinhas de vidro: meu compromisso de estrela.)

 Dá-me as asas borboleta pois recuso-me a ser anjo.

[Yeda Schmaltz]

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

A ENFERMAGEM PARA MIM... DEDICAÇAO E SONHO CONCRETIZADO

Cada dia que passa, tenho plena certeza de que a profissão que escolhi... é a MINHA, a que o Papai do céu planejou desde o meu projeto e criação. AMO!!!



“Foi o tempo que dedicastes à tua rosa que fez tua rosa tão importante”

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

ADEQUANDO A NOVA IDENTIDADE...

Eh... a vida e as circunstancias dela mudam tanto, nossa quanto tempo fiquei sem aqui aparecer, abandonei meu universo tão particular... nem orkut... nem facebook... quero retornar...
Mas tudo isso tem explicação e razão de ser...
Não é que virei professora!
Agora tenho dever de educar alguns futuros profissionais de saúde e isso demanda dedicação e tempo... e acho que ainda não consegui adequar tais atividades ao  meu MUNDO DA LUA...
...Só tenho algo a dizer... ESTOU TÃO FELIZ...☺☺☺☺☺

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Quando não dá mais pra disfarçar... Vem a coragem de uma abordagem sutil... Rs...


Amar! É quando não dá mais prá disfarçar
Tudo muda de valor
Tudo faz lembrar você
Amar! É a lua ser a luz do seu olhar
Luz que debruçou em mim
Prata que caiu no mar
Suspirar sem perceber
Respirar o ar que é você
Acordar sorrindo
Ter o dia todo prá te ver
O amor é um furacão
Surge no coração
Sem ter licença prá entrar
Tempestade de desejos
Um eclipse no final de um beijo
O amor é estação
É inverno, é verão
É como um raio de sol
Que aquece e tira o medo
De enfrentar os riscos
Se entregar...

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Patch Adams – O amor é contagioso.

Poema de Pablo Neruda, lido por Patch Adams em homenagem a Carie Fischer, no filme o amor é contagioso.
“Não te amo, como se fosse rosas de sal, topázio ou flechas de cravos que atiram chamas,
Te amo como se amam certas coisas escuras secretamente, entre a sombra e a alma.
Te amo como a planta que não floresce e leva dentro de si, ocultas, a luz daquelas flores.
E graças a teu amor vive escuro em meu corpo o delicado aroma que ascendeu da terra.
Eu te amo sem saber como, nem quando, nem onde.
Te amo simplesmente,sem complicações, nem orgulho.
Assim te amo porque não conheço outra maneira.
Senão assim deste modo em que não sou nem és, tão perto que tua mão em meu peito é a minha.
Tão perto que se fecham teus olhos com meus sonhos.”

sexta-feira, 6 de maio de 2011

UM GRANDE AMOR... EU JA VIVI...

APÓS UM LONGO PERÍODO EXILADA NO TRABALHO, ONTEM OUVINDO UMA MÚSICA, VIAJEI... E ME DEI CONTA DE QUE EU JÁ VIVI UM GRANDE AMOR... A MELHOR COISA É QUE AS LEMBRANÇAS, NADA NEN NINGUÉM PODE NOS IMPEDIR DE TÊ-LAS... POSSO LEMBRAR E REVIVER EM PENSAMENTOS O QUE EU QUISER, E ISSO É MUITO BOM... E O MEU GRANDE AMOR FOI PARECIDO COM ESTA CANÇÃO....

Velha Infância

Você é assim,
Um sonho pra mim,
E quando eu não te vejo.
Eu penso em você,
Desde o amanhecer,
Até quando eu me deito.

Eu gosto de você.
E gosto de ficar com você.
Meu riso é tão feliz contigo.
O meu melhor amigo é o meu amor.

E a gente canta,

E a gente dança
E a gente não se cansa.
De ser criança,
A gente brinca,
Na nossa velha infância.

Seus olhos meu clarão.
Me guiam dentro da escuridão.
Seus pés me abrem o caminho.
Eu sigo e nunca me sinto só.

Você é assim,
Um sonho pra mim,
Quero te encher de beijos.
Eu penso em você,
Desde o amanhecer,
Até quando eu me deito.

E a gente canta,
E a gente dançar,
E a gente não se cansa.
De ser criança,
A gente brinca
Na nossa velha infância.

Seus olhos meu clarão,
Me guiam dentro da escuridão.
Seus pés me abrem um caminho.
Eu sigo e nunca me sinto só.

Você é assim, um sonho pra mim, você é assim...

quarta-feira, 16 de março de 2011

PROJETANDO PRIMAVERAS... NA NOSTALGIA DOS OUTONOS...


TEMPO PERDIDO? NÃO...
SOMOS TÃO JOVENS...

Todos os dias quando acordo, Não tenho mais o tempo que passou...
Mas tenho muito tempo... Temos todo o tempo do mundo...
Todos os dias antes de dormir, lembro e esqueço como foi o dia... Sempre em frente
Não temos tempo a perder... Nosso suor sagrado é bem mais belo Que esse sangue amargo...
E tão sério... é Selvagem! Selvagem! Selvagem!...
Veja o sol dessa manhã tão cinza...
A tempestade que chega é da cor dos teus olhos...Castanhos...
Então me abraça forte e diz mais uma vez que já estamos distantes de tudo...
Temos nosso próprio tempo... Temos nosso próprio tempo...
Não tenho medo do escuro... Mas deixe as luzes acesas agora...
O que foi escondido é o que se escondeu...
E o que foi prometido... ninguém prometeu, nem foi tempo perdido...
Somos tão jovens... Tão Jovens! Tão Jovens!...


LEGIÃO URBANA

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

AVESSO DOS PONTEIROS

 
O AVESSO DOS PONTEIROS

Sempre chega a hora da solidão
Sempre chega a hora de arrumar o armário
Sempre chega a hora do poeta a plêiade
Sempre chega a hora em que o camelo tem sede

O tempo passa e engraxa a gastura do sapato
Na pressa a gente não nota que a Lua muda de formato
Pessoas passam por mim pra pegar o metrô
Confundo a vida ser um longa-metragem
O diretor segue seu destino de cortar as cenas
E o velho vai ficando fraco esvaziando os frascos
E já não vai mais ao cinema

Tudo passa e eu ainda ando pensando em você
Tudo passa e eu ainda ando pensando em você

Penso quando você partiu
Assim... sem olhar pra trás
Como um navio que vai ao longe
E já nem se lembra do cais
Os carros na minha frente vão indo
E eu nunca sei pra onde
Será que é lá que você se esconde?

Tudo passa e eu ainda ando pensando em você
Tudo passa e eu ainda ando pensando em você

A idade aponta na falha dos cabelos
Outro mês aponta na folha do calendário
As senhoras vão trocando o vestuário
As meninas viram a página do diário

O tempo faz tudo valer a pena
E nem o erro é desperdício
Tudo cresce e o início
Deixa de ser início
E vai chegando ao meio
Aí começo a pensar que nada tem fim...
 
ANA CAROLINA
 
Aplausos pra Carol!!! Amooooooooooo essa canção!!!

sábado, 12 de fevereiro de 2011

PARA QUEM PODE

Um homem Inteligente Falando das Mulheres...

O desrespeito à natureza tem afetado a sobrevivência de vários seres e entre os mais ameaçados está a fêmea da espécie humana. Tenho apenas um exemplar em casa, que mantenho com muito zelo e dedicação, mas na verdade acredito que é ela quem me mantém. Portanto, por uma questão de auto-sobrevivência, lanço a campanha "Salvem as Mulheres!" Tomem aqui os meus poucos conhecimentos em fisiologia da feminilidade a fim de que preservemos os raros e preciosos exemplares que ainda restam:

Habitat
Mulher não pode ser mantida em cativeiro. Se for engaiolada, fugirá ou morrerá por dentro. Não há corrente que as prenda e as que se submetem à jaula perdem o seu DNA. Você jamais terá a posse de uma mulher, o que vai prendê-la a você é uma linha frágil que precisa ser reforçada diariamente.

Alimentação Correta
Ninguém vive de vento. Mulher vive de carinho. Dê-lhe em abundância. É coisa de homem, sim, e se ela não receber de você vai pegar de outro. Beijos matinais e um "eu te amo" no café da manhã as mantém viçosas e perfumadas durante todo o dia. Um abraço diário é como a água para as samambaias. Não a deixe desidratar. Pelo menos uma vez por mês é necessário, senão obrigatório, servir um prato especial.

Flores
Também fazem parte de seu cardápio – mulher que não recebe flores murcha rapidamente e adquire traços masculinos como rispidez e brutalidade.

Respeite a Natureza
Você não suporta TPM? Case-se com um homem. Mulheres menstruam, choram por nada, gostam de falar do próprio dia, discutir a relação? Se quiser viver com uma mulher, prepare-se para isso.

Não tolha a sua vaidade
É da mulher hidratar as mechas, pintar as unhas, passar batom, gastar o dia inteiro no salão de beleza, colecionar brincos, comprar muitos sapatos, ficar horas escolhendo roupas no shopping. Entenda tudo isso e apoie.

Cérebro feminino não é um mito
Por insegurança, a maioria dos homens prefere não acreditar na existência do cérebro feminino. Por isso, procuram aquelas que fingem não possuí-lo (e algumas realmente o aposentaram!). Então, aguente mais essa: mulher sem cérebro não é mulher, mas um mero objeto de decoração. Se você se cansou de colecionar bibelôs, tente se relacionar com uma mulher. Algumas vão lhe mostrar que têm mais massa cinzenta do que você. Não fuja dessas, aprenda com elas e cresça. E não se preocupe, ao contrário do que ocorre com os homens, a inteligência não funciona como repelente para as mulheres.

Não faça sombra sobre ela
Se você quiser ser um grande homem tenha uma mulher ao seu lado, nunca atrás. Assim, quando ela brilhar, você vai pegar um bronzeado. Porém, se ela estiver atrás, você vai levar um pé-na-bunda.

Aceite: mulheres também têm luz própria e não dependem de nós para brilhar. O homem sábio alimenta os potenciais da parceira e os utiliza para motivar os próprios. Ele sabe que, preservando e cultivando a mulher, ele estará salvando a si mesmo.


Só tem mulher quem pode!
Luiz Fernando Veríssimo

sábado, 5 de fevereiro de 2011

OUTRO DIA... NOVAS FACETAS



Projeto inacabado 

O dia anoitece e finda 
A obra está incompleta 
A porta ainda está aberta 
Para o outro dia chegar 
O outro dia chega 
Trazendo novas facetas 
E reticências a completar 
O fim remonta ao começo 
E outra porta se abre 
Pra outra aurora entrar 
E cada ser vai completando 
Sua obra inacabada 
Colocando cada peça 
Antes da porta ser fechada...


BY: CLARISSE


"[...] E a doçura é tanta que faz insuportável cócega na alma. Viver é mágico e inteiramente inexplicável." (Clarice Lispector)

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

VELAS E VENTO



Velas e Vento
[Ana Carolina]

 Quem acendeu
A vela do destino
Não contava
Com a ventania

É tarde,
Chuva que demora
O olhar apressado
Vazando na memória

Mas eu sou reza forte
Pau mandado
Nem o diabo me olha de lado
Caiu pra lá, caiu pra cá,
Se te encontro num desses feriados
Te pego, te relo, te cato, te caço
Te como, te devoro e o que me der na telha
Quem é você, fogos ou artifícios
Ou minha ultima centelha

É, é, é, velas e vento
É, é, é, me levam pra você

Meu coração
Guarda o fogo
Deixa o destino
Acender a chama

É tarde,
Velas e vento
Estradas
Me levam pra tua cama

Mas eu sou reza forte
Pau mandado
Nem o diabo me olha de lado
Caiu pra lá, caiu pra cá,
Se te encontro num desses feriados
Te pego, te relo, te cato, te caço
Te como, te devoro e o que me der na telha
Quem é você, fogos ou artifícios
Ou minha ultima centelha

É, é, é, velas e vento...
É, é, é, me levam pra você...

PALMAS PRA CAROL!!!

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

GOSTO DE GENTE QUE... É COMO VOCÊ

 
Gosto de gente com conteúdo, que ama e curte saudade, chora e se emociona, que erra e reconhece, cai e se levanta, gente que tem um gesto de carinho, um abraço,  e um afago pra doar... gente como você é... 

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

VOCÊ É SUBSTITUÍVEL?


Será mesmo que você é substituível?


Na sala de reunião de uma multinacional, o diretor nervoso fala com sua equipe de gestores...
Agita as mãos, mostra gráficos e, olhando nos olhos de cada um, ameaça:

-"Ninguém é insubstituível!"

A frase parece ecoar nas paredes da sala de reunião, em meio ao silêncio.
Os gestores se entreolham, alguns abaixam a cabeça.
Ninguém ousa falar nada.

De repente um braço se levanta e o diretor se prepara para triturar o atrevido:

- Alguma pergunta?

- Tenho sim. E Beethoven?

- Como?  - o encara o gestor confuso.

- O senhor disse que ninguém é insubstituível, mas quem substituiu Beethoven?

Silêncio...

Ouvi essa estória esses dias, contada por um profissional que conheço, e achei muito pertinente falar sobre isso. Afinal as empresas falam em descobrir talentos, reter talentos, mas no fundo continuam achando que os profissionais são apenas peças dentro da organização e que, quando sai um, é só encontrar outro para por no lugar.

- Quem substituiu Beethoven?
- Quem substituiu Tom Jobim?
- Quem substituiu Ayrton Senna?
- Quem substituiu Mahatma Gandhi?
- Quem substituiu Frank Sinatra?
- Quem substituiu Garrincha?
- Quem substituiu Santos Dumont?
- Quem substituiu Monteiro Lobato?
- Quem substituiu Elvis Presley?
- Quem substituiu Os Beatles?
- Quem substituiu Jorge Amado?
- Quem substituiu Pelé?
- Quem substituiu Paul Newman?
- Quem substituiu Tiger Woods?
- Quem substituiu Albert Einstein?
- Quem substituiu Picasso?
- Quem substituiu Zico?

Todos esses talentos marcaram a história fazendo o que gostam e o que sabem fazer bem, ou seja, fizeram seu talento brilhar.
E, portanto, são sim insubstituíveis!

Cada ser humano tem sua contribuição a dar e seu talento direcionado para alguma coisa.

Está na hora de rever os conceitos e começar a pensar em como desenvolver o talento das equipes focando no brilho de seus pontos fortes e não utilizando energia em reparar seus 'gafs'.

Ninguém lembra e nem quer saber se Beethoven era surdo, se Picasso era instável, Caymmi preguiçoso, Kennedy egocêntrico, Elvis paranóico...

O que queremos é sentir o prazer produzido pelas sinfonias, obras de arte, discursos memoráveis e melodias inesquecíveis, resultado de seus talentos.

Cabe aos líderes mudar o olhar sobre a equipe e voltar seus esforços em descobrir os pontos fortes de cada membro.
Fazer brilhar o talento de cada um em prol do sucesso de seu projeto.

Se o Líder ainda está focado em ‘melhorar as fraquezas’ de sua equipe, corre o risco de ser aquele tipo de líder que barraria Garrincha por ter as pernas tortas, Albert Einstein por ter notas baixas na escola, Beethoven por ser surdo, Pelé por ser muito jovem...

E, na gestão dele, o mundo teria perdido todos esses talentos.

Nunca me esqueço de quando o Zacarias dos Trapalhões faleceu e, ao iniciar o programa seguinte, o Dedé entrou em cena e falou mais ou menos assim:

"Estamos todos muito tristes com a 'partida' de nosso irmão Zacarias e hoje, para substituí-lo, chamamos:...

-Ninguém, pois o nosso Zaca é insubstituível"

Portanto nunca esqueça:

Você é um talento único! Com toda certeza ninguém te substituirá!
Deus te fez com dons e talentos e você se tornará insubstituível quando fizer o máximo para ser o melhor entre os melhores, para ser o melhor que você puder ser, sem se deixar abater pelos obstáculos e sem magoar a ninguém.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

ALMA PERFUMADA

Tem gente que tem cheiro de passarinho quando canta.
De sol quando acorda.De flor quando ri.
Ao lado delas, a gente se sente no balanço de uma rede que dança gostoso
numa tarde grande, sem relógio e sem agenda.
Ao lado delas, a gente se sente comendo pipoca na praça.
Lambuzando o queixo de sorvete. Melando os dedos com algodão doce
da cor mais doce que tem pra escolher.
O tempo é outro. E a vida fica com a cara que ela tem de verdade,
mas que a gente desaprende de ver. Tem gente que tem cheiro de colo de Deus.
De banho de mar quando a água é quente e o céu é azul.
Ao lado delas, a gente sabe que os anjos existem e que alguns são invisíveis.
Ao lado delas, a gente se sente chegando em casa e trocando o salto pelo chinelo.
Sonhando a maior tolice do mundo com o gozo de quem não liga pra isso.
Ao lado delas, pode ser abril, mas parece manhã de Natal
do tempo em que a gente acordava e encontrava o presente do Papai Noel.
Tem gente que tem cheiro das estrelas que Deus acendeu no céu e daquelas que conseguimos acender na Terra.
Ao lado delas, a gente não acha que o amor é possível, a gente tem certeza.
Ao lado delas, a gente se sente visitando um lugar feito de alegria.
Recebendo um buquê de carinhos. Abraçando um filhote de urso panda.
Tocando com os olhos os olhos da paz. Ao lado delas, saboreamos a delícia
do toque suave que sua presença sopra no nosso coração.
Tem gente que tem cheiro de cafuné sem pressa. Do brinquedo que a gente não largava. Do acalanto que o silêncio canta.
De passeio no jardim. Ao lado delas, a gente percebe que a sensualidade é um perfume que vem de dentro e que a atração que realmente nos move não passa só pelo corpo. Corre em outras veias. Pulsa em outro lugar.
Ao lado delas, a gente lembra que no instante em que rimos Deus está conosco,
juntinho ao nosso lado. E a gente ri grande que nem menino arteiro.
Tem gente como você que nem percebe como tem a alma Perfumada!
E que esse perfume é dom de Deus.
 
[Ana Jácomo - Almas Perfumadas]

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

RECEBI DE UM POETA

Dia da Enfermeira (12-05)

Temos tanto a destacar
nesta terra brasileira,
por exemplo, vou lembrar:
a nossa nobre enfermeira.

Quando enfermo, com carinho,
serena, calma, faceira,
ameniza a dor, o espinho,
nossa estimada enfermeira.

É terna, e sempre a primeira
a espelhar conforto e paz,
torno a dizer, enfermeira:
nobre tão nobre o que faz.

Por isso, vai todo preito,
nossa eterna gratidão
e porque é justo, direito:
é fada do coração!

[wandisley- do livro: "Calendário Poético"]


www.wandisleygarcia.blogspot.com/


POUCO É MUITO

 
Desapaixonar-se dos medos. Dos nãos que secam a alegria de viver. Alimentar-se de memórias deliciosas e conversas entre você e suas saudades. Dessas que ninguém pode tirá-las de ti. Apaixonar-se por um sorriso. Por alguém. Por uma ideia louca que você pode ser na vida de alguém. Apaixonar-se por você. Descobrimos com o tempo que as palavras mais comuns são as mais deliciosas de serem ouvidas. Às vezes dificílimas de serem ditas. Descobrimos com o tempo que afinal pouco é muito.

[Vanessa Leonardi]

...e do céu descesse uma névoa de borboletas, cada qual trazendo uma pérola falante a dizer frases sutis e palavras de galantearia... [Drummond]

ABRA OS OLHOS

"— E você, por que desvia o olhar?


(Porque eu tenho medo de altura. Tenho medo de cair para dentro de você. Há nos seus olhos castanhos certos desenhos que me lembram montanhas, cordilheiras vistas do alto, em miniatura. Então, eu desvio os meus olhos para amarra-los em qualquer pedra no chão e me salvar do amor. Mas, hoje, não encontraram pedra. Encontraram flor. E eu me agarrei às pétalas o mais que pude, sem sequer perceber que estava plantada num desses abismos, dentro dos seus olhos.)


— Ah. Porque eu sou tímida."
[Rita Apoena]
 
 
"Abra os olhos. Há encantos escondidos por toda parte. Presta atenção. São miúdos, mas constantes" [Pe. Fábio de melo]

sábado, 15 de janeiro de 2011

JEITO DE MATO



De onde é que vem esses olhos tão tristes?
Vem da campina onde o sol se deita.
Do regalo de terra que teu dorso ajeita.
E dorme serena, no sereno e sonha.

De onde é que salta essa voz tão risonha?
Da chuva que teima, mas o céu rejeita.
Do mato, do medo, da perda tristonha.
Mas, que o sol resgata, arde e deleita.

Há uma estrada de pedra que passa na fazenda.
É teu destino, é tua senda.
Onde nascem tuas canções.
As tempestades do tempo que marcam tua história
Fogo que queima na memória
E acende os corações.

Sim, dos teus pés na terra nascem flores.
A tua voz macia aplaca as dores
E espalha cores vivas pelo ar.
Sim, dos teus olhos saem cachoeiras.
Sete lagoas, mel e brincadeiras.
Espumas, ondas, águas do teu mar.

[PAULA FERNANDES]

RELEMBRANDO FLORENCE... NOTÁVEL ÍCONE DA ENFERMAGEM

 
Florence Nightingale é lembrada e imortalizada por seu trabalho como Enfermeira durante a guerra da Criméia e de suas contribuições para a melhoria das condições sanitárias dos hospitais militares de campo. No entanto, o que é pouco conhecido a respeito desta mulher notável foi sua paixão pela matemática, especialmente estatística, e de como esta paixão desempenhou um papel importante em seu trabalho.
O fato de ser mulher significava que tinha que lutar com as autoridades militares a cada passo para levar a cabo o propósito de reformar o sistema hospitalar. Com condições como soldados deitados no chão bruto, rodeados por insetos e ratos e operações sendo efetuadas em condições anti-higiênicas, não foi surpresa que quando ela chegou a Scutari, doenças como cólera, tifo fossem comuns nos hospitais. Isto significava que soldados feridos tinham sete vezes mais chances de morrer de uma doença hospitalar do que no campo de batalha. Enquanto esteve na Turquia ela coletou dados e organizou um sistema de manutenção de registros que utilizou como uma ferramenta para melhorar as condições dos hospitais civis e militares. Seu conhecimento matemático foi útil para se valer das informações coletadas para o cálculo das taxas de mortalidade nos hospitais. Estes cálculos mostravam que uma melhoria nas condições sanitárias resultaria num decréscimo no número de mortes. Já em fevereiro de 1855 as taxas de mortalidade caíram de 60% pra 42,7%. Através do estabelecimento do suprimento de água fresca bem como da utilização de fundos próprios para comprar frutas, vegetais e equipamentos hospitalares, a taxa de mortalidade na primavera caiu para 2,2%.

Os soldados fazem dela o seu anjo da guarda e ela será imortalizada como a "Dama da Lâmpada" porque, de lanterna na mão, percorria as enfermarias, atendendo os doentes. Durante a guerra contrai tifo e ao retornar da Criméia, em 1856, leva uma vida de inválida. Dedica-se porém, com ardor, a trabalhos intelectuais. Pelos trabalhos na Criméia, recebe um prêmio do Governo Inglês e, graças a este prêmio, consegue iniciar o que para ela é a única maneira de mudar os destinos da Enfermagem - uma Escola de Enfermagem em 1859.

Em 1860, a Escola de Treinamento Nightingale e a Casa das Enfermeiras baseadas no hospital St. Thomas em Londres, tiveram início com 10 estudantes. Elas foram financiadas pelo Fundos Nightingale, um fundo de contribuições públicas formado durante o tempo em que esteve na Criméia onde arrecadou um total de £50000. As instituições foram baseadas em dois princípios. Primeiro que as enfermeiras deveriam ter treinamento prático em hospitais especialmente organizados para este fim. Segundo que as enfermeiras deveriam viver em uma casa baseada em princípios morais e de disciplina. Devido a fundação desta escola Nightingale conseguiu com que a enfermagem passasse de um passado desprestigiado para uma carreira responsável e respeitável para mulheres. Nightingale prestou, por solicitação do gabinete de guerra britânico assessoria sobre cuidados médicos para as forças armadas no Canadá e foi também consultora do governo americano sobre saúde militar durante a guerra civil americana.
 
Idealizou a Teoria de Ambientes, afirmando que: Indivíduo cujas defesas naturais são influenciadas por um ambiente saudável ou não. Já declarando a importancia de avaliar os casos clínicos e colocar no mesmo quarto, pacientes com patologias semelhantes; como também o paciente imunossuprimido não deverá ficar com outro que tem uma doença infecciosa transmissivel por goticulas, por exemplo.

Não há como negar que a presença dela na guerra da Criméia, mudou para sempre a história da Enfermagem, como também salvou milhares de vidas, e é neste exemplo de responsabilidade, trabalho e dedicação que devemos conduzir esta profissão tão necessária a humanidade...

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

PONTOS

Três pontinhos bem confusos
No teu texto sem razão
Três pontinhos sem resposta
Pras questões do coração

Quer ser minha namorada?
Não me devolva pergunta.
Quer dar uma volta de tarde
Onde o vento faz a curva?

Três pontinhos sem-vergonha
Insinuantes , misteriosos
Não me deixam ver a verdade
Nem por detrás de seus olhos

Não peço ponto final
Brusco que é, vou embora
Disfarça com ponto a seguir
Exclama algo pra mim
Não deixe que fujam as horas

Não quero aqueles três pontos
Que preencho como bem quero
Preciso não ter mais dúvidas
Plantar em teus lábios a cura
Pra todo o mal que carrego

Enfim, o mal que carrego...
O mal que espero...
O mal que te entrego...

BATIDAS NA PORTA DA FRENTE... É O TEMPO...

RESPOSTA AO TEMPO
Batidas na porta da frente é o tempo
Eu bebo um pouquinho pra ter argumento
Mas fico sem jeito, calado, ele ri
Ele zomba do quanto eu chorei
Porque sabe passar e eu não sei
Um dia azul de verão, sinto o vento
Há folhas no meu coração é o tempo
Recordo um amor que perdi, ele ri
Diz que somos iguais, seu eu notei
Pois não sabe ficar e eu também não sei
E gira em volta de mim, sussurra que apaga os caminhos
Que amores terminam no escuro sozinhos
Respondo que ele aprisiona, eu liberto
Que ele adormece as paixões, eu desperto
E o tempo se rói com inveja de mim
Me vigia querendo aprender
Como eu morro de amor pra tentar reviver
No fundo é uma eterna criança que não soube amadurecer
Eu posso, ele não vai poder me esquecer...

 [Cristóvão Bastos e Aldir Blanc]

sábado, 8 de janeiro de 2011

METADE

Que a força do medo que tenho
não me impeça de ver o que anseio.
Que a morte de tudo em que acredito
não me tape os ouvidos e a boca.
Porque metade de mim é o que eu grito,
mas a outra metade é silêncio.
Que a música que eu ouço ao longe
seja linda, ainda que tristeza
que a mulher que eu amo seja pra sempre amada,
mesmo que distante.
Porque metade de mim é partida
mas a outra metade é saudade.
Que as palavras que eu falo não sejam
ouvidas como prece e nem repetidas com fervor,
Apenas respeitadas
como a única coisa que resta
a um homem inundado de sentimento.
Porque metade de mim é o que ouço,
mas a outra metade é o que calo.
Que essa minha vontade de ir embora
se transforme na calma
e na paz que eu mereço.
Que essa tensão que me corroe por dentro
seja um dia recompensada.
Porque metade de mim é o que penso
mas a outra metade é um vulcão.
Que o medo da solidão se afaste,
e que convívio comigo mesmo
se torne ao menos suportável.
Que o espelho reflita em meu rosto o
doce sorriso que eu me lembro
de ter dado na infância.
Porque metade de mim
é a lembrança do que fui,
a outra metade eu não sei…
Que não seja preciso mais do que uma
simples alegria para me
fazer aquietar o espírito.
E que o teu silêncio me fale cada vez mais.
Porque metade de mim é abrigo,
mas a outra metade é cansaço.
Que a arte nos aponte uma resposta,
mesmo que ela não saiba.
E que ninguém a tente complicar
porque é preciso simplicidade
para fazê-la florescer.
Porque metade de mim é a platéia
e a outra metade, a canção.
E que minha loucura seja perdoada.
Porque metade de mim é amor
e a outra metade… também!

[Oswaldo Montenegro]

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

EXPECTATIVAS DE UM ANO BOM...

 O que esperar deste novo ano?

Que eu possa encontrar
Um caminho de sucesso para seguir
E que não me perca, nem desanime


Entre sonhos impossíveis e
Sensações de incapacidade eu
Possa perceber o que é certo, que não me
Envolva com pessoas sem amizade
Revele sempre aos queridos

O meu carinho, amizade e copanheirismo

Doe-me de coração limpo
Envolva-me na emoção feliz
Sorrindo sempre que possível
Sem deixar que a tristeza
E o desânimo, me tornarem insensível

Nunca desistir, diante de
O primeiro fracasso
Vivendo a intensidade e
O calor de um verdadeiro abraço

Amando sempre e se possível ser também amada
No modo mais sincero que houver...
O ano inteiro, se assim puder e Deus permitir!


"Eu pinto-me porque estou muitas vezes sozinha e porque sou o tema que conheço melhor" [Frida Kahlo]

domingo, 2 de janeiro de 2011

MUNDO DA LUA ♥: BY: CLARICE... SEMPRE INTENSA#links

MUNDO DA LUA ♥: BY: CLARICE... SEMPRE INTENSA#links

BY: CLARICE... SEMPRE INTENSA


(...) Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim. Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre. Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração! Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente! Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão. Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes. Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer:
- E daí? EU ADORO VOAR!
CLARICE LISPECTOR